Governo Federal lança Auxílio para beneficiários do BPC ganharem ainda mais; saiba como solicitar

Não viu que o governo lançou um auxílio para beneficiários do BPC ganharem ainda mais? Calma aí e vem com a gente nesse artigo!

Benefício de Prestação Continuada (BPC) é uma importante ferramenta para auxiliar pessoas que, sobretudo, não têm condição de trabalhar. Mas você está sabendo do Auxílio para beneficiários do BPC ganharem ainda mais?

Sim! Isso é possível e você pode aproveitar a partir de agora se quiser. Esta nova iniciativa tem nome e se chama Auxílio-inclusão. Nos próximos minutos entenderemos melhor do que se trata, quem tem direito e como fazer a solicitação.


O que é o Auxílio-inclusão?

Podemos dizer que se trata de uma variante do BPC, e que chega para dar mais conforto aos beneficiários. Afinal, quando uma pessoa com deficiência conseguia um trabalho remunerado, o seu pagamento do BPC era suspenso.

Três pessoas no escritório. Um colaborador na cadeira de rodas fala com sua supervisora. Ele está empolgado após ver o auxílio para beneficiários do BPC ganharem ainda mais
Imagem: Reprodução/Freepik

Isso gerava dois problemas: uma falta de incentivo para a pessoa buscar emprego e a depedência total desse benefício. Portanto, o auxílio-inclusão vem justamente com o intuito de motivar pessoas, principalmente com deficiência, a ingressarem no mercado de trabalho.

Na prática, o auxílio inclusão dá um amparo às pessoas que conseguiram um emprego, mas ainda precisam do BPC.

A pessoa ainda tem o seu BPC suspenso após ser contratada. No entanto, o Auxílio-inclusão entra em ação, oferecendo 50% do valor do salário mínimo vigente.

Quem pode receber o Auxílio-inclusão?

Afora que você já sabe do que estamos falando, é a hora de entender quem pode participar e receber este auxílio do governo. Para participar, é necessário ter:

  • Inscrição regular no Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Inscrição atualizada no Cadastro Único;
  • Renda limite de até 2 salários mínimos;
  • Grau de deficiência moderado ou grave.

Há também outros critérios, e que são mais burocráticos. No entanto, reproduzimos conforme o anúncio oficial do governo aponta em seu comunicado oficial:

Uma mulher na cadeira de rodas trabalha em um escritório. Ela está escrevendo em seu caderno que está em cima da mesa
Imagem: Reprodução/Freepik
  • “Atender aos critérios de manutenção do BPC-Loas;
  • Estar enquadrado como segurado obrigatório do regime geral de previdência social;
  • Ter tido o benefício suspenso ou cessado nos últimos 5 anos pelo motivo de exercício de atividade remunerada;
  • Ser beneficiário do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC-Loas e passar a exercer atividade com renda de até 2 salários mínimos.”

Você pode conferir todos os detalhes na publicação do governo, que explica todos os detalhes para receber o Auxílio-inclusão.

Como solicitar o Auxílio-inclusão?

Os interessados em participar encontram algumas opções para solicitarem o benefício. Entre elas, é possível fazer o pedido pela Central 135.

Outro caminho é pelo site ou aplicativo Meu INSS, além das Agências da Previdência Social. Se você optar por fazer a solicitação pela internet, atenção, pois, pode haver a solicitação para uma visita presencial em casos necessários com a finalidade de comprovar algumas informações.

Ah! E vale mencionar algo muito importante: se a pessoa ficar desempregada, ela volta a receber o BPC! Esta é outra garantia que o governo dá com a finalidade de motivar as pessoas a se exporem ao mercado sem medo de perderem o auxílio.

Assim, chegamos ao fim do nosso artigo e agora você já sabe que é o auxílio para beneficiários do BPC ganharem ainda mais!

Moysés Batista
Escrito por

Moysés Batista