Estudo revela: Inadimplência causa problemas físicos e emocionais em 82% dos casos

Você certamente nem imaginava que a inadimplência causa problemas físicos! Sim! Isso acontece e nós falamos sobre este assunto a seguir

Você sabia que a inadimplência causa problemas físicos e até emocionais?

A seguir vamos explorar este tema, que pode estar afetando você neste exato momento.

No Brasil, o endividamento é uma realidade para quase 80% da população em todas as regiões.

Portanto, esta pode ser a fonte para insônia, ansiedade e até outros problemas que tiram a qualidade de vida da pessoa.


O que acontece quando a pessoa fica inadimplente?

Antes de afetar a cabeça e até o corpo das pessoas o impacto da inadimplência chegam na vida financeira.

Aliás, o primeiro efeito pode ser no nome, que passa a ficar sujo. Isso, portanto, leva à dificuldade para obter crédito com instituições financeiras.

Com os sistemas mais integrados por conta da internet, o nome sujo acarreta em perde de score de crédito, gerando barreiras, como, por exemplo, para alugar imóveis.

Uma pessoa triste sentada na mesa. Ela está vivendo na pele o fato de que a inadimplência causa problemas físicos
Imagem: Reprodução/Freepik

Indo para outra esfera, é possível que hajam cobranças por meios extrajudiciais. Neste caso, o devedor pode recorrer a uma empresa para recuperar o valor.

Ainda há situações em que o devedor pode ter que lidar com penhora de bens.


Mas e o impacto emocional da inadimplência?

Com base em uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), apontamos alguns números a seguir.

A maioria esmagadora, (82% dos entrevistados), reconhece que sofrem emocionalmente por conta de seu endividamento.

Deste número, 51% dos participantes relataram mudanças no apetite. Isso, entretanto, inclui tanto a perda de fome, quanto uma vontade de comer compulsivamente.

Outro número interessante é referente à 60% que diz se sentir menos disposto a interagir socialmente.

Enquanto isso, impressionantes 66% das pessoas confirmaram que têm problemas com o sono.

Estes três pontos, sem dúvida, estão entre os pilares para se viver de uma maneira saudável.

Além disso, há uma parcela de 37% que afirma recorrer a tóxicos como cigarro ou bebidas.

E mesmo com dívidas, em torno de 26% ainda se entrega às compras impulsivas, como uma forma de aliviar o estresse e ansiedade que sentem.

Como se não bastasse o peso das dívidas e cobranças, a inadimplência também cria o cenário perfeito para o cultivo de alguns sentimentos.

Não por menos, 97% dos entrevistados reconhecem que este estado gera um forte impacto em sua vida emocional. Entre os números, as pessoas afirmam sentir:

  • 64% ─ Angústia;
  • 64% ─ Vergonha;
  • 65% ─ Estresse e irritação;
  • 74% ─ Ansiedade;
  • 84% ─ Preocupação.

Uma verdadeira bola de neve

É muito importante entender que a partir do momento em que você se pega em um estado de preocupação com as dívidas, abre-se um ciclo.

Assim, a partir desse acumulo você chega ao ponto em que não cuida da sua saúde, e portanto, não consegue produzir ou render bem no trabalho.

Isso te encaminha a uma menor geração de renda, o que pode fazer as dívidas crescerem ainda mais.

Por fim, a pessoa pode estar em um verdadeiro labirinto e o mais importante é reagir e procurar uma solução.

Você imaginava que a inadimplência causa problemas físicos? Então, compartilhe este artigo com alguém que você conhece e sabe que pode estar passando por estas questões.

Moysés Batista
Escrito por

Moysés Batista