Ter filho adolescente na escola pode ajudar a equilibrar as contas de casa com programa do governo

O Programa Pé-de-Meia é uma iniciativa recente que oferece apoio financeiro aos estudantes do ensino médio e suas famílias.

O Programa Pé-de-Meia é uma iniciativa recente que oferece apoio financeiro aos estudantes do ensino médio e suas famílias. Veja, abaixo, como fazer parte desse benefício.

Ter filho adolescente na escola pode ajudar a equilibrar as contas de casa com programa do governo (Imagem: Ariel França/FDR)

O Pé-de-Meia é direcionado aos estudantes matriculados no ensino médio da rede pública, cujas famílias estão inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Os estudantes que fazem parte do Bolsa Família têm prioridade no recebimento dos benefícios.

Para ser elegível, o jovem precisa ter entre 14 e 24 anos e estar regularmente matriculado no ensino médio público.

Quanto o Pé-De-Meia paga?

O programa oferece um incentivo mensal de R$ 200, que pode ser sacado a qualquer momento.

Além disso, ao final de cada ano concluído, o estudante recebe um depósito adicional de R$ 1.000, que só pode ser retirado após a conclusão do ensino médio.

Há também um bônus de R$ 200 para quem participa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

  • No primeiro ano, o estudante recebe R$ 2.200, sendo R$ 2.000 em incentivos mensais e R$ 200 de bônus de matrícula.
  • No segundo ano, o valor total é de R$ 3.000, composto por R$ 2.000 em incentivos mensais e R$ 1.000 de conclusão anual.
  • No terceiro ano, o total é de R$ 4.000, incluindo R$ 2.000 em incentivos mensais, R$ 1.000 de conclusão anual e R$ 1.000 de conclusão final. 

No total, o estudante pode acumular até R$ 9.200 durante os três anos do ensino médio.

Como participar do Programa Pé de Meia?

Para garantir o recebimento dos incentivos, o estudante deve manter a frequência escolar, ser aprovado nos anos letivos e participar do Enem.

O pagamento dos incentivos é feito anualmente, com a primeira parcela geralmente paga em março.

Caso haja atrasos ou necessidade de correções nos dados de matrícula, o pagamento pode ser ajustado até julho.

Os valores dos incentivos são distribuídos ao longo dos três anos do ensino médio.

Sacar dinheiro do Pé de Meia

Os valores podem ser sacados diretamente pelos estudantes ou seus responsáveis nas agências da Caixa Econômica Federal.

O saque do incentivo mensal é livre, enquanto os depósitos anuais só podem ser retirados após a conclusão do ensino médio.

Para facilitar o acesso ao benefício, é necessário que o estudante tenha um CPF válido e esteja devidamente matriculado na rede pública de ensino.

Mudanças no Pé-De-Meia

Recentemente, o programa passou por algumas mudanças.

Houve uma ampliação do público-alvo, incluindo mais jovens de famílias inscritas no CadÚnico.

Esta expansão deve ocorrer no segundo semestre de 2024, aumentando o alcance do programa para beneficiar mais estudantes e suas famílias.

O investimento anual do programa é significativo, com estimativas de que o governo federal destine bilhões de reais para apoiar os estudantes.

A expectativa é de que cerca de 2,5 milhões de alunos de baixa renda sejam beneficiados pelo Pé-de-Meia, ajudando a reduzir as taxas de evasão escolar e promovendo uma maior inclusão social e educativa.

Ariel França
Escrito por

Ariel França