Caiu no golpe do Pix? Saiba o que fazer para não ter prejuízo

É possível reduzir os prejuízos após cair no golpe do Pix, mesmo que essa situação seja extremamente frustrante e estressante.

É possível reduzir os prejuízos após cair no golpe do Pix, mesmo que essa situação seja extremamente frustrante e estressante. Confira, abaixo, algumas formas de recuperar o seu dinheiro.

Caiu no golpe do Pix? Saiba o que fazer para não ter prejuízo (Imagem: Freepik)

O número de golpes envolvendo o Pix não para de crescer, e os criminosos utilizam diversos canais, como e-mails, mensagens de texto, redes sociais e até ligações telefônicas para enganar as vítimas.

Eles podem, por exemplo, enviar um link de phishing que imita o site do banco, clonar contas de WhatsApp para pedir dinheiro aos contatos da vítima ou criar QR Codes falsos para desviar o pagamento para suas contas.

Diante de dúvidas sobre possíveis golpes, o mais importante é adotar uma postura cautelosa.

Nunca forneça senhas ou dados pessoais por telefone, e-mail ou mensagem. Se receber um pedido suspeito de transferência, sempre confirme diretamente com a pessoa ou instituição antes de realizar qualquer ação.

Caí no golpe Pix, o que fazer?

Ao perceber que caiu em um golpe do Pix, tome as seguintes providências imediatamente:

  1. Bloqueie o aplicativo bancário: Caso tenha ocorrido uma invasão de conta ou roubo de celular, bloqueie o aplicativo bancário e as chaves Pix associadas. Isso pode ser feito diretamente com o banco, reduzindo os riscos de mais transações indevidas.

  2. Registre um boletim de ocorrência: Dirija-se à delegacia mais próxima ou utilize os serviços online para registrar um boletim de ocorrência. Esse documento é essencial para formalizar a denúncia e pode ser necessário em futuras ações judiciais.

  3. Informe o banco sobre a fraude: Entre em contato com o banco onde o golpista possui conta e forneça todos os detalhes possíveis, como chave Pix, número da agência, conta, nome do beneficiário e o ID da transação. Isso ajuda o banco a bloquear a conta do golpista e evitar novos golpes.

  4. Notifique o seu banco: Avise a instituição financeira onde você é cliente. Eles podem marcar a chave Pix, conta e usuário de destino do dinheiro, diminuindo os riscos de futuras fraudes.

  5. Utilize o Mecanismo Especial de Devolução (MED): Esse sistema do Banco Central permite que os bancos realizem o bloqueio preventivo dos recursos por até 72 horas em casos de suspeita de fraude. Além disso, o MED padroniza as regras para a devolução dos valores em casos de fraude confirmada, aumentando a eficiência e celeridade do processo.

Para tentar recuperar o dinheiro perdido, além de utilizar o MED, é possível recorrer aos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, ou até mesmo ao Poder Judiciário.

Também é recomendável registrar uma reclamação junto ao Banco Central através do Sistema de Registro de Demandas do Cidadão (RDR), disponível no site do Banco Central.

Cuidados para não cair em golpes via Pix

Para prevenir futuros golpes, adote algumas medidas de segurança:

  • Verifique a identidade dos contatos antes de enviar dinheiro: Sempre confirme a identidade da pessoa que solicita uma transferência. Evite agir impulsivamente e, se necessário, ligue ou faça uma chamada de vídeo para verificar a veracidade do pedido.
  • Desconfie de solicitações de dados sensíveis: Bancos nunca pedem senhas ou outros dados confidenciais por telefone ou mensagem. Qualquer solicitação desse tipo deve ser considerada suspeita.
  • Confirme QR Codes antes de usá-los: Verifique a procedência e a validade dos QR Codes antes de realizar qualquer pagamento. Se houver dúvidas, entre em contato diretamente com a instituição ou pessoa que enviou o código.
  • Use autenticação em dois fatores: Ative essa funcionalidade no seu aplicativo bancário para adicionar uma camada extra de segurança.
  • Eduque-se sobre segurança digital: Mantenha-se informado sobre as práticas mais comuns de golpes e adote medidas preventivas para proteger suas finanças.

Com essas medidas, é possível minimizar os danos e aumentar as chances de recuperar os valores perdidos em golpes do Pix.

Ariel França
Escrito por

Ariel França