Aumento do valor do salário mínimo também aumenta ESTES benefícios

Tadeu Castro

24 de fevereiro de 2023

Em toda alteração do salário mínimo, vários setores de benefícios são afetados. Assim, veja como salário mínimo afeta benefícios e saiba se você tem direito ao aumento do valor recebido pelo Governo Federal. Boa informação garante acesso aos direitos sociais básicos. Saiba como salário mínimo afeta benefícios.

Salário Mínimo afeta Benefícios.

Fonte: Reprodução/Freepik.

Mudanças no salário mínimo

Como nos anos anteriores, não só os trabalhadores, mas também os pensionistas e aposentados do INSS aguardam ansiosamente o reajuste do salário mínimo do ano. Essa ansiedade é gerada porque o aumento do salário mínimo afeta benefícios.

Assim, todos os anos, havendo mudanças nos salários, várias áreas que compõem os benefícios e direitos sociais também são afetadas. Conforme mencionamos acima, não somente o INSS é afetado, mas outros órgão também.

Salário Mínimo afeta benefícios.

Fonte: Reprodução/Freepik.

O Congresso aprovou e o salário mínimo passou de R4 1.212 para R$ 1.320. A partir de Janeiro de 2023, os trabalhadores brasileiros, que contam com carteira assinada (CLT), já passaram a receber o benefício.

As mudanças também aumentam o valor de benefícios e serviços. Com isso, o aumento do valor do salário mínimo também aumenta ESTES benefícios, mencionados em lista abaixo.

As revisões do salário mínimo afeta o valor e benefícios do INSS, abono salarial PIS/Pasep, BPC e outros benefícios presentes em 2023. Por isso, é importante que você saiba quais benefícios que você recebe passarão por aumento.


Aposentadorias e Previdência Social

Os benefícios contam com atualização logo em janeiro 2023. Para quem recebe através do salário mínimo, o benefício sobe para R$ 1.320 para pagamentos (pensão, pensão e auxílio-doença).

Além disso, os benefícios são proporcionais. Assim, quando um aposentado ou pensionista ganha mais de um salário mínimo e esse passa por um aumento, o benefício aumenta proporcionalmente.

Salário Mínimo afeta benefícios.

Fonte: Reprodução/Freepik.

O reajuste acompanha o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que cobre os 5% respectivos à inflação. Assim, os benefícios precisam aumentar, pelo menos 5% respectivos.

Abono Salarial PIS/PASEP

O abono salarial é pago aos servidores públicos e privados que recebem até dois meses de salário mínimo por meio de carteira assinada. Além disso, é possível acompanhar as mudanças a partir do contracheque.

Corrigido pelo salário mínimo, o valor do abono salarial varia de R$ 110 a R$ 1.320, dependendo do número de meses trabalhados. Assim, o abono salarial também acompanha as mudanças salariais.

Os pagamentos começaram nas últimas semanas, logo em fevereiro. Caso esteja com dúvida, acesse o link e confirma como o Governo Federal pretende pagar os salários, a partir do calendário anual.


CadÚnico

O Cadastro Único (CadÚnico) é usado pelo governo federal, estados e municípios para analisar se determinadas famílias fazem jus aos benefícios de programas sociais como o Auxílio Brasil, tarifas sociais de eletricidade, vales BPC e gás.

Fonte: Reprodução/Freepik.

Para fazer jus aos benefícios, o cadastro no CadÚnico é o primeiro passo para garantir o benefício. Assim, os beneficiários devem fazer jus ao direito, a partir da comprovação de renda salarial abaixo do limite máximo.

A renda mensal per capita passou a ser de meio salário mínimo, R$ 660. Assim, quando há mudança do salário mínimo, o teto máximo também afeta as famílias que precisam comprovação a situação de carência.

Seguro Desemprego

O valor do seguro-desemprego é calculado a partida da média salarial dos últimos três meses antes da demissão sem justa causa. Assim, quando o salário mínimo aumenta, a média salarial acompanha esse movimento.

O valor do preço não pode ser inferior ao novo salário mínimo (R$ 1320). O governo informará o valor máximo de pagamento no início do próximo ano. O pagamento depende exclusivamente da divulgação do INPC.

Tadeu Castro
Escrito por

Tadeu Castro

Tadeu Castro é formado em Direito e graduando em Jornalismo. Atua como redator desde 2018 e está sempre pesquisando sobre os direitos dos aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS, afim de reunir e compartilhar informações atualizadas e confiáveis para nossos leitores.