Sem Calendário! Em julho, famílias vão todas receber o Bolsa Família ao mesmo tempo

Veja aqui quem vai receber o Bolsa Família antes de todo mundo! A medida é importantíssima para milhares de famílias

Neste mês de julho as famílias vão receber o Bolsa Família de maneira unificada em algumas regiões do Brasil.

Com isso, estas pessoas terão o repasse do valor no primeiro dia do calendário, independente do final do NIS (Número de Identificação Social).

Com esta medida o governo visa alcançar primeiramente, as famílias que estão em regiões onde houve a declaração de e estado de calamidade pública.

Desse modo, em julho o pagamento do Bolsa Família chega primeiro para as pessoas que moram na região do sul e podem realizar a o saque a partir do dia 18.


Quem vai receber o Bolsa Família sem calendário?

Todas as famílias que vivem em regiões afetadas pelas enchentes do Rio Grande do Sul têm direito a receber o Bolsa Família no primeiro dia de repasse.

Portanto, é fundamental conferir a lista completa com os municípios que declararam estado de calamidade pública.

Uma pessoa segura o seu cartão após ver quem vai receber o Bolsa Família
Imagem: Reprodução

Se você se encontra nesta região, a partir do dia 18 de junho o seu benefício estará disponível.

Com esta medida, o governo redireciona a atenção para onde realmente há muitas famílias precisando desse suporte.

Nos últimos meses, desde a tragédia que assolou o Rio Grande do Sul, esta iniciativa entrou em vigor e ajudado efetivamente a milhares de famílias.

Calendário do mês de julho Bolsa Família

Para as regiões que não estão sobre estado de calamidade, o calendário segue o padrão, com base no número NIS.

Desse modo, durante o mês de julho as famílias vão receber nos seguintes dias:

  • NIS final 1: 18 de julho;
  • NIS final 2: 19 de julho;
  • NIS final 3: 22 de julho;
  • NIS final 4: 23 de julho;
  • NIS final 5: 24 de julho;
  • NIS final 6: 25 de julho;
  • NIS final 7: 26 de julho;
  • NIS final 8: 29 de julho;
  • NIS final 9: 30 de julho;
  • NIS final 0: 31 de julho.

Anotou aí? Então, muita atenção para não perder o período de pagamento durante este mês.


Como saber se meu município está em calamidade pública?

De fato, é fundamental ter em mente se o seu município está ou não em estado de calamidade pública.

Esta é a dúvida de muitas pessoas neste momento e pensando nisso, o governo preparou algumas páginas na web, como esta.

Entretanto, é fundamental conferir a confiabilidade da fonte para garantir que você não verá informações falsas.

Neste momento, as famílias que vivem nestas regiões precisam se atentar aos comunicados do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Afinal, o governo tem criado soluções para ajudar as famílias que perderam tudo ou estão perto disso.

Ao todo, são mais de 300 municípios que foram afetados pelas enchentes. Estas medidas são provisórias e devem durar até a situação normalizar no Rio Grande do Sul.

Assim, a orientação é para acompanhar canais de comunicação, e manter os dados do Cadastro Único para Programas Sociais ou CadÚnico atualizados.

Isso porque o governo tem usado os dados desse sistema para distribuir diferentes benefícios para os cidadãos nestas regiões.

E claro que você também pode contar com o Brasileiro Trabalhador para se atualizar sobre as principais informações em torno do Bolsa Família e outros benefícios para o povo!

Moysés Batista
Escrito por

Moysés Batista