Bolsa Família emite comunicado: Mais de 50 mil beneficiários não receberão pagamento em junho

Para o mês de junho, o programa Bolsa Família terá um corte considerável, onde mais de 50 mil beneficiários perdem o direito ao programa. O motivo, irregularidades no cadastro!

Em um novo comunicado, o governo avisa que mais de 50 mil beneficiários deixam de receber o Bolsa Família a partir de junho. A notícia é preocupante, principalmente para as famílias que dependem do programa para sobreviver!

Pessoa recebendo dinheiro do Bolsa Família ao entregar cartão e identidade
Imagem: Jeane de Oliveira – FDR / Governo bloqueia o Bolsa Família de diversas famílias, mas tem como resolver

As pessoas afetadas são, em sua maioria, aquelas que possuem irregularidades cadastrais, principalmente as que esqueceram de atualizar seu cadastro.

Segundo o governo, a medida é uma forma de garantir que as pessoas que realmente precisam e cumprem com os requisitos tenham prioridade na hora de receber o auxílio.

Como funciona o corte no Bolsa Família?

Em junho, o número de pessoas saindo do programa surpreendeu. De uma vez só, mais de 50 mil beneficiários deixam de receber o Bolsa Família, devido a inconsistências nos dados.

Como você já sabe, ao entrar no programa as famílias têm direito a receber um valor mensal que varia conforme as pessoas do grupo.

Mas junto com o benefício, elas também precisam cumprir com algumas obrigações, como manter as crianças e adolescentes na escola e fazer acompanhamento médico de gestantes.

E um dos requisitos mais importantes é a atualização cadastral. A pessoa responsável pela família deve atualizar continuamente os dados de todas as pessoas registradas.

Geralmente isso só precisa ser feito a cada 2 anos, mas o governo também pode exigir atualizações fora desse cronograma.

Manter os dados em dia é a principal forma de comprovar que você deve continuar recebendo o Bolsa Família e desde 2023, quando o programa retornou, o governo vem fazendo uma extensa revisão cadastral à procura de irregularidades.

No processo, as autoridades vão a fundo conferindo se todos os dados apresentados estão em ordem e se a situação socioeconômica da família ainda se enquadra nas regras do programa. 

Como consequência, todos os meses diversas famílias têm o benefício cortado e em junho esse número foi de aproximadamente 68 mil famílias.

O que fazer caso você esteja entre os mais de 50 mil beneficiários que deixam de receber o Bolsa Família?

Caso a sua família seja uma das que perderam o benefício, o primeiro passo é descobrir o motivo para o corte.

Você pode acessar o aplicativo do Bolsa Família, Caixa Tem ou o portal da Caixa para encontrar essas informações, ou pode ir direto em uma das unidades do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) mais próximas de onde mora.

Após identificar problema, se for algum erro nos dados — desatualizados, faltando informações, dados conflitantes — basta fazer a atualização das informações do CadÚnico (Cadastro Único).

Por outro lado, se sua renda familiar mudou e não atende mais aos requisitos do programa, não tem muito o que fazer.

Calendário de junho para o Bolsa Família

Os pagamentos do Bolsa Família em junho vão começar no dia 17, seguindo a ordem do dígito final do Número de Identificação Social (NIS). Confira abaixo quem vai receber e quanto:

  • 17 de junho: final 1 do NIS;
  • 18 de junho: final 2 do NIS;
  • 19 de junho: final 3 do NIS;
  • 20 de junho: final 4 do NIS;
  • 21 de junho: final 5 do NIS;
  • 24 de junho: final 6 do NIS;
  • 25 de junho: final 7 do NIS;
  • 26 de junho: final 8 do NIS;
  • 27 de junho: final 9 do NIS;
  • 28 de junho: final 0 do NIS.

Como sempre, o valor base do auxílio é de R$600, mas famílias com crianças, adolescentes e gestantes no grupo recebem valores extras!

Jaizon Carlos
Escrito por

Jaizon Carlos