Erros que Podem Diminuir o Valor da sua Aposentadoria do INSS

Tadeu Castro

3 de outubro de 2022

Saber quais são os erros que podem diminuir o valor da sua aposentadoria do INSS em 2023 são assuntos importantes e que favorecem o beneficiário. Por conta disso, identificamos detalhes sobre algumas situações e tudo sobre os erros que podem diminuir o valor da sua aposentadoria. Veja a seguir e confira.

Erros que podem diminuir o valor da sua aposentadoria do INSS em 2023

Erros que podem diminuir o valor da sua aposentadoria do INSS em 2023

Erros que podem diminuir o valor da sua aposentadoria do INSS

Quando o trabalhador vai se aposentar, é necessário realizar o cálculo das contribuições efetuadas a fim de Identificar qual será o valor do benefício.

Entretanto, algumas situações podem ocasionar para que haja a diminuição do valor da aposentadoria.

Sendo assim, levando em conta a importância do assunto identificamos os principais erros  para que você possa evitá-los.

✓ Saiba mais:

Entre os muitos equívocos que podem acontecer, os dois principais erros são na documentação e no CNIS.

Imagem: Portal UOL

Caso o seu documento não tenha um grau de integridade ou de autenticidade, a previdência social pode diminuir o valor ou suspender o benefício.

 No ato da solicitação do benefício, alguns documentos são pedidos para que o sistema seja acessado. São eles:

  •  CPF;
  •  Comprovante de residência;
  •  RG;
  •  Carteira de trabalho;
  •  PIS, PASEP ou NIT;
  •  Carnê de contribuição;
  •  Extrato CNIS.

Imagem: Extra

Contudo, vale lembrar que os carnês de contribuição são para aquelas pessoas que não tem vínculo empregatício ou que não tiveram durante algum período e precisam comprovar que contribuíram com a Previdência Social.

✓ Confira também:

A título de informação,  o NIT é o Número de Identificação do Trabalhador que é composto por 11 dígitos e pode ser solicitado no ato da petição do benefício.

Documentos para aposentadorias específicas

Caso você vá solicitar aposentadorias mais específicas é necessário listar alguns documentos. São eles:

  •  Contrato de serviço;
  •  Cópia de processo trabalhista;
  •  Documentação Rural;
  •  Laudos  médicos;
  •  Exames;
  •  Receita forma;
  •  Formulários para pescador artesanal ou trabalhador rural;
  •  Perfil profissiográfico previdenciário;
  •  Entre outros.

Por sua vez, caso o seu erro seja no CNIS, você precisa se atentar algumas dicas. O CNIS é o Cadastro Nacional de informações sociais.

O documento pode ser conhecido como extrato do CNIS ou extrato Previdenciário e contém todas as informações relacionadas aos vínculos trabalhistas e previdenciários do trabalhador.

Diante disso, caso haja incongruência ou inadimplência, o beneficiário pode estar recebendo valores menores de aposentadoria.

Continue acompanhando e saiba como corrigir os erros que podem diminuir o valor da sua aposentadoria do INSS em 2023.


Como corrigir erro no CNIS?

Antes de tudo, identificar qual o problema é a principal forma de encontrar a principal solução.

Como ensinamos acima, você pode ter errado na entrega da documentação ou ter um erro junto ao CNIS. Sendo assim, a principal forma é acessar e consultar os dados e informações.

 Para realizar o acesso basta seguir o passo a passo abaixo:

Imagem: Meu INSS

  • Faça o login por meio de CPF e senha;
  • Clique em para você e vá para o extrato de contribuição;
  • Logo em seguida é possível observar os dados na tabela no qual você pode escolher baixar o pdf ou analisar a versão online.

É importante lembrar que se esse for o seu primeiro acesso é fundamental que você realize o cadastro e insira todos os dados pedidos pelo sistema.

Vale lembrar que o procedimento pode ser feito também pelo aplicativo meu INSS ou através do telefone 135.


Como corrigir erro na documentação?

Antes de tudo, se você desconfiar que tem algum erro em sua documentação vá presencialmente a uma agência do INSS.

É necessário que o atendimento seja feito por meio do agendamento. O agendamento poderá ser feito através do portal meu INSS ou por meio do aplicativo.

Além disso, você também pode ligar para o número 135 para obter maiores informações.

Por fim, para mais detalhes sobre o assunto continue acompanhando este Portal. 

Tadeu Castro
Escrito por

Tadeu Castro

Tadeu Castro é formado em Direito e graduando em Jornalismo. Atua como redator desde 2018 e está sempre pesquisando sobre os direitos dos aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS, afim de reunir e compartilhar informações atualizadas e confiáveis para nossos leitores.