Tabela de Contribuição INSS 2023: Valor, Dedução e Descontos INSS

Tadeu Castro

16 de janeiro de 2023

A tabela de contribuição INSS 2023 gera muitas dúvidas entre os segurados. Dados como prazos e alíquotas são alguns dos principais motivos das pesquisas. Por conta disso, separamos dicas de como acessar a tabela de contribuição INSS 2023 assim como dedução e descontos. Acompanhe.

Tabela de contribuição INSS 2023

Tabela de contribuição INSS 2023

O que é INSS e para que serve?

O Instituto Nacional do Seguro Social, mais conhecido como o INSS, é o órgão responsável por organizar e regulamentar os pagamentos para os aposentados, pensionistas e beneficiários.

Anualmente, o INSS libera informações referentes à contribuição e pagamento, sendo portanto, dividido em dois calendários e tendo duas tabelas à nível de informação.

Antes de explicar como funcionam as tabelas do INSS, é importante lembrar que os segurados do INSS têm direito alguns benefícios são eles:

  •  Auxílio-doença;
  •  Décimo terceiro;
  •  Aposentadoria por invalidez;
  •  Auxílio-acidente;
  •  Pensão;
  •  Salário maternidade;
  •  Reabilitação profissional;
  •  Salário família;
  •  Entre outros.

É importante lembrar que os benefícios oferecidos pelo INSS, exigem perícia prévia e o acesso se dá através do portal Meu INSS por meio de uma solicitação.

tabela de contribuição INSS 2023

É válido mencionar também que para evitar pendências e bloqueio no benefício INSS, os segurados precisam realizar anualmente a prova de vida.

Veja a seguir, mais detalhes sobre a tabela de contribuição INSS 2023!


Tabela de contribuição INSS 2023

O órgão disponibiliza anualmente as tabelas referentes ao calendário de pagamento e a de contribuição do INSS destinada ao grupo de contribuintes.

tabela INSS 2023 referente ao pagamento encontra-se no portal do INSS. A mesma é separada de acordo com o final do benefício, meses do ano, e valor do benefício.

Por meio do calendário do INSS, também é possível identificar as datas de pagamento de todos os meses do ano.

Segurados especiais, contribuinte individual, trabalhador avulso, empregadas de categoria formal e doméstico, são os tipos de contribuições do INSS.

Já a tabela de contribuição INSS 2023 tem a principal função de informar sobre as alíquotas ou percentuais referentes a contribuição do beneficiário ao órgão.

As porcentagens serão descontadas de forma mensal junto ao salário do trabalhador e varia a depender do valor recebido mensalmente.

Confira a tabela de contribuição do INSS 2023:

  • Até R$1.302,00 – 7,5%
  • De R$1.302,00 até R$2.571,29 – 9%
  • De R$2.571,30 até R$3.856,94 – 12%
  • De R$3.856,95 até R$7.507,49 – 14%

Como funciona a tabela de contribuição INSS 2023?

A tabela de contribuição INSS 2023 é dividida entre empregados domésticos, trabalhadores avulsos e contribuintes individuais.

Tipo de segurado Alíquota Valor
Contribuinte individual 20% ou 11% 20% = sobre um valor entre o salário mínimo (R$ 1.302,00) e o teto do INSS (R$7.507,49)

11% = R$ 143,22

Segurado especial 1,3%. Sobre o valor da receita bruta de produção rural
MEI – Microempreendedor individual 5% ou 20% (complementação) 5% = R$65,10
20% = R$260,40
Segurado facultativo 20% ou 11% ou 5% (apenas para baixa-renda) 20% = sobre um valor entre o salário mínimo (R$ 1.302,00 ) e o teto do INSS (R$7.507,49)

11% = R$143,22
5% = 65,10

Contribuintes individuais (autônomos) pagarão 20% sobre um valor entre R$ 1.302,00 (salário-mínimo) e R$7,507,49 (Teto do INSS).

Também, haverá a possibilidade de eles recolherem com 11% sobre o mínimo, que equivale a R$143,22.

Segurados especiais recolherão com 1,3% em cima do valor de suas receitas brutas das produções rurais.

Microempreendedores Individuais (MEIs) contribuirão com 5% sobre R$ 1.302,00, que equivale à quantia de R$65,10.

Haverá a possibilidade de os MEIs complementarem a alíquota até o limite de 20%.

Segurados facultativos recolherão com 20% sobre um valor entre R$1.302,00 (salário-mínimo) e R$7.507,49 (Teto do INSS).

Também, haverá a possibilidade de os facultativos recolherem com 11% sobre o mínimo, que equivale ao total R$143,22.

Entretanto, os facultativos que se enquadrarem no requisito de baixa renda poderão contribuir com uma alíquota de 5% sobre o mínimo, no valor de R$ 65,10.

Fonte: Ingrácio Advocacia

Tadeu Castro
Escrito por

Tadeu Castro

Tadeu Castro é formado em Direito e graduando em Jornalismo. Atua como redator desde 2018 e está sempre pesquisando sobre os direitos dos aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS, afim de reunir e compartilhar informações atualizadas e confiáveis para nossos leitores.